Paraguai aprova protocolo para reabertura gradativa da fronteira

Por RadioToledo
Ponte Internacional da Amizade

Apresentação oficial acontece nesta terça-feira mas ainda depende de acordo entre os Presidentes Benitez e Bolsonaro

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira no Palácio do Governo, o ministro da Saúde do Paraguai, Julio Mazzoleni, anunciou que o Presidente da República do Paraguai, Mário Abdo Benitez, aprovou o protocolo elaborado para a abertura gradativa da fronteira com o Brasil. Além do Ministro, estavam presentes na coletiva o Chanceler do Paraguai, Antônio Rivas Palácios e o diretor de migração, Ángeles Arriola. 

Está marcada para esta terça-feira a apresentação oficial do protocolo para representantes do setor comercial e autoridades de Ciudad Del Este e também para autoridades de Foz do Iguaçu além de representantes do setor comercial de Foz. Posteriormente, está previsto uma reunião virtual entre os presidentes Mário Abdo Benitez (Paraguai) e Jair Bolsonaro (Brasil) para sua implementação.

De acordo com o Ministro, o comprometimento das autoridades locais será fundamental para que a operação funcione, com a aplicação estrita do protocolo sanitário.

O Ministro afirmou ainda que, a prioridade do Executivo é promover a reabertura de forma responsável, ordenada e segura. “A adesão estrita aos protocolos nos centros comerciais será fundamental”, reiterou Mazzoleni.

O protocolo de reabertura, que neste primeiro momento beneficia apenas a fronteira entre Foz do Iguaçu e Ciudad Del Este, em uma próxima etapa, poderá ser replicado nas fronteiras entre Salto do Guairá e Guaíra e também entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.

Ponte Internacional da Amizade – Fonte: Catve

Governador insiste em abertura total

Em entrevista cedida ao jornal ABC Color, o governador do Alto Paraná, Roberto Gonzalez Vaesken, deixou claro que o posicionamento do Estado é pela reabertura total da Ponte Internacional da Amizade. Segundo ele, a reabertura gradativa, que promoverá inicialmente apenas o turismo de compras, não reativará a economia na velocidade que o comércio local espera. Alguns líderes do setor, inclusive, anunciaram para amanhã protestos com a intenção de pressionar o governo de Mário Abdo Benitez. 

Com informações de: Diário ABC Color e AIP – Agência de Informação Paraguaia.

Veja também

Deixe seu comentário