VBP: Toledo lidera prévia de ranking estadual pelo 7º ano consecutivo

Por RadioToledo

Pelo sétimo ano consecutivo, Toledo aparece na liderança do ranking estadual do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), consolidando sua condição de “Capital Paranaense do Agronegócio”. De acordo com a prévia divulgada nesta semana pela Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (Seab), o faturamento total das propriedades rurais instaladas no município foi de R$ 2.689.201.231,78 em 2019, um crescimento absoluto de R$ 475.004.736,20 e relativo de 21,45% em relação ao ano anterior.

Os grandes “motores” do agronegócio local são as cadeias da suinocultura e da avicultura (incluindo produção de ovos) que movimentaram, respectivamente, R$ 1.118.674.877,74 (41,60% do total do VBP do município) e R$ 769.236.055,45 (28,60%). Principais componentes da ração que alimenta frangos e porcos, os grãos também ocupam papel de destaque, com 489.650 toneladas de milho comercializadas por R$ 258.487.493,23 (9,61%) e 174.592 toneladas de soja faturadas por R$ 211.924.999,69 (7,88%). Falando ainda em proteína animal, merecem menção a produção de 84,206 milhões de litros de leite e de 11.350 toneladas de tilápia.

O prefeito de Toledo, Lucio de Marchi, sente orgulho pelo desempenho do município no agronegócio. “Mesmo num cenário em que não é mais possível ampliar a área para cultivo, o avanço tecnológico nas propriedades em várias culturas está promovendo este salto de produtividade. Por tudo isso, nosso ‘muito obrigado’ ao homem e à mulher do campo cuja força do trabalho movimenta nossa economia, gerando milhares e milhares de empregos”, agradece.

Lucio também observa que as políticas públicas voltadas para a população do interior contribuem diretamente para o bom resultado que Toledo vem apresentando nos últimos anos. “O município faz sua parte na área técnica, como no estímulo ao melhoramento genético do rebanho bovino, e também em infraestrutura, com a pavimentação e recape de estradas rurais, obras que são feitas em parceria com os produtores, formando uma malha asfáltica de 360 quilômetros fora da área urbana. Isso faz com que o agropecuarista continue vivendo no campo, produzindo mais, com satisfação, prazer e orgulho. Tudo isso torna ainda maior a grandeza deste resultado”, salienta.

Cenários estadual e regional

Os municípios que discordam dos valores da prévia do VBP podem solicitar revisão à Seab, que divulgará o resultado definitivo em setembro. Este levantamento é realizado desde 1997 e, desde então, Toledo ficou em primeiro lugar no âmbito estadual em 21 oportunidades, sendo desbancada por Castro somente em 2009 e 2012. O município dos Campos Gerais, aliás, é o atual segundo colocado do ranking, com quase R$ 1 bilhão a menos que o líder (R$ 1.720.875.243,64).

Além de Toledo, outros quatro municípios da área de abrangência do escritório local da Seab estão entre os dez maiores VBP do Paraná: Marechal Cândido Rondon (5º lugar, R$ 1.159.331.346,25), Santa Helena (6º, R$ 1.082.888.625,22), Assis Chateaubriand (8º, R$ 1.048.150.584,18) e Palotina (9º, R$ 1.042.281.127,07).  Cascavel (3º, R$ 1.671.433.528,56), Guarapuava (4º, R$ 1.284.109.855,22), Dois Vizinhos (7º, R$ 1.053.996.513,20) e Tibagi (10º, R$ 942.761.581,54) fecham o “Top 10” do estado, que, juntos, respondem por cerca de 14% do VBP do Paraná, que chegou à marca de R$ 97,7 bilhões.

Secretaria Comunicação Social Toledo/PR

Veja também

Deixe seu comentário